Educação Ambiental

Instituição Certificadora: FALC

Amparo Legal:

Resolução CNE‐CES 1‐2001

Resolução CNE‐CES 1‐2007

Lei nº 11.769

Carga Horária: 460h

Período de Duração: 12 meses (01 ano)

Objetivos:

Objetivo Geral: Proporcionar qualificação no âmbito de Especialização, envolvendo a compreensão da temática ambiental de forma global e, principalmente no âmbito interdisciplinar, focando o papel da educação para a construção de sociedades sustentáveis.

Objetivos Específicos: Focar as relações entre educação, problemática ambiental e desenvolvimento sustentável;

Estimular a preservação do ambiente e consequentemente da sociedade;

Incentivar a pesquisa interdisciplinar e o desenvolvimento de projetos educacionais.

Público-alvo: Graduados das áreas de Educação e afins, interessados no estudo do papel da educação na problemática ambiental e sustentável.

Matriz Curricular – Educação Ambiental

Disciplinas

  • Meio Ambiente, Cidadania e Desenvolvimento Sustentável
  • Bases da Relação Sociedade-Meio Ambiente
  • Direito e Políticas Ambientais
  • Metodologia da Pesquisa I ( Orientação para Monografia I )
  • Educação Ambiental e Ecoturismo
  • Currículo e Educação Ambiental
  • Ecologia e Conservação Ambiental
  • Metodologias e Práticas Pedagógicas no âmbito ambiental
  • Metodologia da Pesquisa II (Orientação para Monografia II)
  • Planejamento e Avaliação em Projetos de Educação Ambiental
  • Projetos de Intervenção e Pesquisa em Educação Ambiental
  • Planejamento e Gestão Ambiental
  • Estudo Individual ou em Grupo (Fora de Sala de Aula)

Carga Horária Total 460 h

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO

MEIO AMBIENTE, CIDADANIA E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

EMENTA: O conceito de sustentabilidade vem sendo construído e reconstruído, principalmente a partir da década de 70, em função da crise mundial socioambiental e das necessidades vindas das relações concretas entre as sociedades humanas e os processos da dinâmica ambiental. Estudar essas relações a partir da análise de casos concretos existentes na região Metropolitana de São Paulo ou região de interesse do público-alvo. Discutir os conceitos de paisagem, lugar e território, explicitando os vínculos socioculturais com os ambientes. O conceito de sustentabilidade deverá ser debatido tanto na dimensão cultural, do imaginário coletivo e da subjetividade quanto na social, nas formas de produção da subsistência humana, nos diferentes modelos socioeconômicos. Serão priorizadas as questões dos “ecossistemas urbanos”. Entendendo as relações entre o homem e seu meio ambiente social e natural. A partir da análise de modelos de ocupação do espaço e uso de recursos naturais por formas socioculturais diferenciadas, problematizando as questões relativas às técnicas antropológicas de pesquisa de campo, de forma a instrumentalizar o aluno na elaboração e execução de projetos de gestão ambiental e de modelos de desenvolvimento sustentado adequados às especificidades socioambientais das populações “alvo”. Orientação sobre ações de cidadania e meio ambiente.

BASES DA RELAÇÃO SOCIEDADE-MEIO AMBIENTE

EMENTA: Construir uma visão integrada histórica e epistemológica da problemática ambiental, enfatizando as perspectivas “multi”, “trans” e interdisciplinar no entendimento das relações sociedade meio ambiente, em contraposição à visão neopositivista e tecnicista dessas relações. Perceber o ambiente em que vivemos. A relação entre a espécie humana e o patrimônio natural. Conhecer as principais variáveis ambientais importantes para a continuidade da vida no planeta. Aprofundando a noção das origens do pensamento ecológico dos pontos de vista histórico e epistemológico. Noções estas que permitirão entender melhor o estado atual do conhecimento sobre as relações entre o homem e a natureza, bem como as tendências atuais da análise das questões ambientais, que provêm tanto das ciências naturais quanto das humanas e, nesse sentido, esta disciplina permitirá a visão integrada e integradora desses conhecimentos.

DIREITO E POLÍTICAS AMBIENTAIS

EMENTA: Introdução ao direito ambiental. Análise e avaliação de conceitos jurídicos básicos para a compreensão da legislação afeta à problemática ambiental e suas implicações sociais. A importância da temática ambiental para o direito e suas inter-relações. A evolução histórica do direito ambiental no âmbito nacional e internacional, e suas implicações no desenvolvimento de uma política nacional de meio ambiente e a proteção do patrimônio histórico, cultural e natural. Estudos de casos relacionados ao direito preventivo, tendo como instrumento de análise os estudos prévios de Impacto Ambiental e simulações de audiências públicas. Conceito de Políticas Públicas. Relação entre legislação e políticas públicas. Descrição e análise da evolução de políticas públicas de meio ambiente no Brasil. Análise da Política Nacional de Meio Ambiente, Política Nacional de Educação Ambiental, SNUC, Política Nacional de Resíduos Sólidos, Política Nacional de Recursos Hídricos, entre outras. Discussão sobre políticas estaduais e municipais de meio ambiente. Interações entre políticas públicas e a sociedade civil.

METODOLOGIA DA PESQUISA I/II (Orientação para Monografia I /I I )

EMENTA: Orientação para Monografia I/II. Embasamento em teorias e práticas capazes de instrumentalizar a compreensão e a identificação da importância do conhecimento científico para a elaboração de trabalhos acadêmicos, artigos, seminários, projetos de pesquisa e trabalhos de conclusão de curso/monografias. Processos e técnicas de elaboração do trabalho científico: pesquisa, documentação, projeto e relatório de pesquisa; Elaboração de monografia.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E ECOTURISMO

EMENTA: O turismo é uma atividade que vem demonstrando grande crescimento nas últimas décadas no Brasil e tem se mostrado como interessante alternativa econômica para as regiões onde estão concentradas áreas naturais protegidas, valorizadas por ricos patrimônios histórico-culturais e naturais. O ecoturismo se destaca como uma atividade que deve ser integrada a uma proposta de desenvolvimento social e ecologicamente sustentável, sendo a educação ambiental fundamental para atingir essa perspectiva, além dos aspectos envolvidos com a participação popular, a articulação e capacitação dos diversos atores sociais relacionados, a gestão de áreas naturais protegidas, entre outros. Entretanto, observa-se que as atividades ecoturísticas têm apresentado inúmeras contradições, gerando diversos impactos socioambientais negativos, associado à falta de planejamento adequado, desarticulação, implantação efetiva de políticas públicas, e isso acabou gerando diversos conflitos. Desse modo, o foco desta disciplina é subsidiar discussão sobre o tema e fornecer elementos para a formação de educadores ambientais, demonstrando e facilitando a compreensão de mais um campo de atuação para a Educação Ambiental.

CURRÍCULO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL

EMENTA: Inserção Curricular da Educação Ambiental. Objetivos dos PCN. Temas transversais e transversalidade. PCN e Educação Ambiental. Educação Ambiental e proposta curricular.

ECOLOGIA E CONSERVAÇÃO AMBIENTAL

EMENTA: Discutir os conceitos básicos de ecologia para entender melhor a dinâmica de interações nos biomas terrestres e ambientes aquáticos, fornecendo subsídios para o entendimento das interações ambientais dos pontos de vista físico e biológico. Serão também tratadas as questões relativas aos recursos naturais e ao manejo sustentável de ecossistemas e unidades de conservação. Explicitando as relações entre as dinâmicas sociais e a degradação e contaminação, identificando indicadores de qualidade ambiental.

METODOLOGIAS E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NO ÂMBITO AMBIENTAL

EMENTA: Trata-se de metodologias e práticas pedagógicas como síntese de múltiplas determinações vinculadas às relações sociais, a conflitos de interesse, à concepção de ser humano e de mundo, ao imaginário intrínseco às culturas e aos aspectos subjetivos e individuais no contexto histórico. Destacando-se, o fazer pedagógico e a reflexão sobre esse “fazer”, nas suas várias dimensões: das concepções intrínsecas a esse fazer (de homem, de mundo, de processo de ensino e aprendizagem) e dos aspectos metodológicos como elemento concretizador dessas concepções. Privilegiando a concepção das relações da sociedade com a natureza para a subsistência humana, e a necessidade de superar e problematizar essa relação, incorporando paradigmas emergentes de educação e de educação ambiental. Princípios metodológicos da Educação Ambiental. Temas ambientais como temas geradores para a Educação Ambiental. Sugestão de atividades de Educação Ambiental. O papel do material didático na Educação Ambiental. Análise de projetos e experiências em Educação Ambiental.

PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO EM PROJETOS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

EMENTA: Impactos ambientais. Conceito e Importância. Sistema de Gestão da Qualidade: Norma ISO 9000:2000. Sistema de Gestão Ambiental: Norma ISO 14001. Avaliação dos danos ambientais. Projetos: Elaboração, Gestão e Avaliação.

PROJETOS DE INTERVENÇÃO E PESQUISA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL

EMENTA: Aspectos teóricos e práticos da construção de projetos, no contexto escolar e fora desse espaço. Serão discutidas as perspectivas do ponto de vista histórico social, presentes em projetos de educação ambiental e identificados seus aspectos metodológicos. Os projetos serão trabalhos enquanto espaço interdisciplinar de trabalho pedagógico. A partir do levantamento dos interesses dos alunos, pretende-se estruturar, coletivamente, projetos de Intervenção e pesquisa em Educação Ambiental, que deverão possibilitar a elaboração das monografias de terminalização do curso.

Será discutida a metodologia da pesquisa-intervenção, com base no projeto Gestão Participativa e Sustentável de Resíduos Sólidos (FSA e UVic), como abordagem alternativa para promover mudanças socioambientais.

PLANEJAMENTO E GESTÃO AMBIENTAL

EMENTA: Difundir os elementos de gestão ambiental, demonstrando que a inserção da variável ambiental na elaboração de políticas de desenvolvimento econômico e social é necessária para fazer face aos problemas de degradação dos recursos naturais, que hoje se verificam em todo o planeta. Entende-se que a utilização dos bens ambientais nas atividades de produção e consumo deve ser planejada, de modo a compatibilizar os interesses econômicos com a proteção do meio ambiente e a manutenção de estoques capazes de garantir a sustentabilidade do uso dos recursos. Orientando futuro profissional-aluno sobre o processo de planejamento e gerenciamento ambiental, enfatizando os aspectos técnicos da análise dos recursos naturais, os elementos de auxílio à tomada de decisão, as estratégias de implementação dos planos, programas e projetos, além das formas de participação da sociedade no processo. Entre os instrumentos que serão analisados pela disciplina estão: o Licenciamento Ambiental, o Zoneamento Ambiental, Sistemas Nacional e Estaduais de Unidade de Conservação, o Controle e Monitoramento Ambiental.

ESTUDO INDIVIDUAL OU EM GRUPO (FORA DE SALA DE AULA)

EMENTA: Horas destinadas a estudos individuais ou em grupos para discussão, pesquisa, absorção e melhor aprendizagem, referente ao conteúdo das disciplinas ministradas e/ou desenvolvimento da monografia (individual).